É importante fazer o registro de uma atividade da qual não vou participar por inconveniência espacial e temporal. O Comitê do Rio de Janeiro da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida convida para o lançamento do mais novo documentário de Silvio Tendler “O Veneno Está na Mesa”. A exibição será realizada hoje (25/7), às 20h, no Teatro Casa Grande.

Para aqueles que puderem participar, não é necessária inscrição prévia. Basta chegar antes da hora do início e aproveitar para visitar, no local, a pequena livraria da Editora Expressão Popular. O Teatro Oi Casa Grande fica na Rua Afrânio de Melo Franco, 290, Leblon (estacionamento PAGO no Shopping Leblon).

O filme mostra o perigo a que se está exposto por conta do emprego de agrotóxicos na agricultura e como este modelo beneficia as grandes transnacionais do veneno em detrimento da saúde da população. Depois da exibição do filme (50 min), haverá debate com a participação do diretor, de Letícia Rodrigues da Silva, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e de Alexandre Pessoa, da Fiocruz. A mediação será feita pela agrônoma Nívia Regina, do MST-Via Campesina, integrante da coordenação nacional da campanha.

SINOPSE

O Brasil é o país que mais consome agrotóxicos no mundo: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo pelo risco que representam à saúde pública.

O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para os cidadãos que consomem os produtos agrícolas. Só quem lucra são as transnacionais que fabricam os agrotóxicos. A ideia do filme é mostrar à população como estamos nos alimentando mal e perigosamente, por conta de um modelo agrário perverso, baseado no agronegócio.

Uma matéria importante e recente sobre o tema foi publicada hoje na Agência Envolverde (A ameaça do veneno que chega do campo), informando que a água potável no Brasil pode conter 22 tipos de agrotóxicos, 13 de metais pesados, 13 de solventes e seis de desinfetantes. Recomendo a leitura.

Esse evento faz parte das comemorações dos 45 anos do histórico Teatro Casa Grande que terá, a cada mês, sempre às 20h, uma palestra sobre temas do Brasil e de nossa inserção no mundo. Esta será a sexta palestra do ciclo que teve o professor Emir Sader (março), João Pedro Stédile, dirigente do MST (abril), o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães (maio), Aleida Guevara (junho) e, no último dia 18 de julho, o reitor da UFRJ Aluísio Teixeira.

[+] Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida – RJ
> Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF)
> Instituto Casa Grande (ICG)
> Jornal de Cultura e Política Algo a Dizer – que está publicando as transcrições das palestras na íntegra.