PROJETO CONCLUÍDO

Uma Terra, Duas Águas

Trabalho realizado no âmbito da Cáritas Brasileira – Regional Ceará, responsável no Estado por executar as metas do Programa Uma Terra, Duas Águas (P1+2), do governo federal.

Quando
e Onde

JUL/08 a FEV/09
Fortaleza/CE

Categorias

• Comunicação Popular
• Facilitação de Aprendizagem

Características

Comunicação Popular

A proposta central do P1+2 é que as famílias agricultoras tenham acesso à terra por meio de tecnologias de captação e armazenamento de água das chuvas e do domínio de conhecimentos para a gestão dos recursos hídricos, visando o fortalecimento de estratégias de produção com base no princípio da convivência com o semiárido.

Neste propósito, o trabalho de comunicação popular dava suporte ao processo de implantação das tecnologias sociais trabalhadas pela Articulação do Semiárido (ASA), uma delas a CISTERNA CALÇADÃO (foto), infraestrutura com capacidade para armazenar 52 mil litros de água captada por meio de um calçadão de cimento de 200 m², construído sobre o solo.

O processo de apropriação da tecnologia incluía a preparação das famílias, a oficina com as pessoas envolvidas na obra e o acompanhamento do grupo atendido. A comunicação registrava todo o processo e multiplicava os resultados das aprendizagens.

Sistematização de Experiências

Um aspecto que ressalta na abordagem político metodológica do P1+2 é o papel protagonista que famílias agricultoras assumem, ao se perceberem não mais como beneficiárias passivas de programas públicos. Com as ações do Programa, elas passaram a se compreender como sujeitos de direitos, capazes de desenvolver seus próprios projetos de vida. A mudança de enfoque diferencia o P1+2 de outras propostas de desenvolvimento rural e inclusão produtiva, proporcionando ambientes sociais que favorecem o fortalecimento das relações de cooperação e solidariedade.

Em paralelo à implantação das tecnologias sociais, um importante trabalho de aprendizagem era facilitado com as famílias, com o intuito de semear a metodologia de sistematização de experiências a partir dos diálogos e dos saberes populares. Os relatos costuraram boletins como este:

Multiplicados, os boletins eram entregues às famílias cujas iniciativas haviam sido sistematizadas, para seu uso livre – na divulgação do seus produtos, por exemplo.

Projetos Relacionados